O corpo é um traste

eu continuo aqui. o temporal já passou. observo as baratas saírem do esgoto. todos já foram embora.   desço as escadas e caminho em direção à estação. sento no chão frio esperando o trem que vai para lugar nenhum, mas ele não vem. queria mesmo uma passagem pra lugar nenhum. embarco em direção à cidade fantasma.  ... Continuar Lendo →

é para você que escrevo (III)

v., espero esteja bem, perdoe a demora para retornar. cansaço me habita. li cartas, mas ousei começar pelo final. foi estranho. te escrevo agora porque sei que aguardas resposta para aquela carta enviada há meses. ando esquecendo as coisas, perdoa a demora. novidades quase nada. te respondendo: acho que a viagem não vai rolar. motivos vários.... Continuar Lendo →

é para você que escrevo (II)

r.,como vai? toda vez que te escrevo espero ansiosamente que a sua resposta chegue. uma espera agitada tal qual a espera pela queda do atual presidente. tenho uma máquina de escrever, decifrar minha letra horrível não será mais um problema para você. vizinhos batem à minha porta às duas da manhã para pedir que eu... Continuar Lendo →

Mistério Sagrado

Teus olhos castanhosFixados em mim,Cuja clareza competeAo momento inicialQue o universo foi criado. E todos os anjos da cidadeParam para contemplar,A beleza que há no momentoQuando dois olhares se amamNa eternidade de um instante. Ana Una do Rio Grande,Do Sul miúdo de cidadesOu do Norte sertão grandeDo Rio de Janeiro meu coraçãoDa Bahia de Uma... Continuar Lendo →

lonjuras

estranhezas dentro. medos que antes não tinha começaram a surgir. envelhecer causa estranheza, libera medos. comigo é assim. pra você também? pensava que envelhecer faria com que a coragem aparecesse mais, só que não tá sendo assim. pensava que o medo de acabar faria com que fizesse mais coisas, vivesse mais, sabe? tenho parado em... Continuar Lendo →

One life, one chance

Só precisei vê-la uma vezE soube que ela era minha.Rolou um upload mútuo.Sentimento pra lá de indescritível.Foi no terceiro vagão grafitado,No meio da segunda fileira.Ela usava um branco e curto vestidoTinha um castanho solto e lisoGargantilha e all-star surrado. Ela só precisou me ver uma vezE ela soube que eu era dela.Rolou um download mútuo,Sentimento... Continuar Lendo →

Atibaia

Não se podesmentir para o lagoO reflexo é a verdadevidrada em vocêTal como as pedrasSuas promessasCruzam o espaçoSaltando a margemDe lado a ladoAté afundar,apagar,esquecer. Não se podesmentir para o lagoEventualmenteDeus tambémIrá saberAs orações sedesmanchamNo lagoFeito cinzeiroAbraçando oCigarro"RecomeçarPor onde?” ou“O que fizPra merecer?". Não se podesMentir para o lagoTroque esse discoFaça por merecer. Não se podesMentir... Continuar Lendo →

Humaitá

Tanta amarguraBela florTanto ódio eDesamorVeja os pássarosDo outroladoEntortam os galhospor amor. Esquece eleBela florFinge que nuncaaconteceuNa estante temum quadroEm baixo dele,um livro meu. É um presenteBela florEm homenagemou despedidaSinto falta dosSeus lábiosO que há deerradoCom as nossasvidas? Há esperança?Bela florPra começarmosVarrendo asdesculpas?Estou livreAs dez e meiaDe malas prontasMas cheiasde dúvidas. No quiosqueBela florDa LagoaRodrigo de... Continuar Lendo →

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: