Rosa do Himalaia

Em neves sinos ecoam,

Nas sujas sinas manchadas,

Na sanha que nasce a flor,

E em pranto floresce a dor,

Dos olhos de quem marcha.

É Bela a rosa do Himalaia,

Do sangue ouro que se busca,

Do espírito que se eleva,

No caos da noite escura.

Do fogo dos caçadores,

Errantes pela terra nua,

Corajosos e valentes,

Que brindam sob o clarim da lua.

Doses de paz, fimda a guerra,

Enfim ao pé do monte que neva,

Seguro a bela flor invernal,

Infinda e meditativa,

Digna aos que do fogo se forja.

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: