Minha mulher

Se provar do amor é em parte ilusão,

Deixe que transborde!

Beba desse cálice comigo,

 Como dois amantes condenados,

Dai-me parte do teu doce sabor amargo,

E viverei por ti como teu homem.

E se a vida é em parte sofrer,

Compartilha de teu sofrimento comigo,

Serei teu por inteiro,

Como o oceano beija o céu azul,

 Ser que emana defeitos,

Mas os doma,

Ser que te ama de verdade!

Viver é em parte prazer,

Nossos corpos então se tornarão um,

Deixe que transborde em sua mais elevada potência,

Os seus desejos mais ocultos,

Sobre isso dispenso comentários,

A noite nos será como testemunha,

Seremos pois quentes como a brasa,

Inflamados em intenso desejo.

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: