Venenosa

Eu compus, poetizei, filosofei, mas falhei. Falhei, reclamei e gaguejei. Gaguejei até ela se vestir, chorar, sair. Então falhei, gaguejei, reclamei e a perdi. Todos sabem que tentei, Tentei aquietar o jeito dela, Meio efusiva, Meio menina, Meio noturna, Meio perdida. Só não dei conta, Inferno! Ninguém dá conta. Ela não faz o tipo que... Continuar Lendo →

Ninguém é de ferro

Deixei meu fusca azul no estacionamento do edifício office. Abri a porta e o guarda-chuva logo após. Céus! Como chovia naquela manhã. O mundo estava acabando. Mal dei três passos e já havia encharcado minha bota nova. Não era legítima, era chinesa. Porém comprei pela internet e demorou três meses pra chegar, não estava a... Continuar Lendo →

Antes das seis

Semanalmente me arrasto! E cansado encaro, um novo dia que se inicia. Matinalmente absorvo abobado, nossas trocas de olhares, no lugar do “bom dia". Diariamente espiono seu caminhar (e como não amar?), cheio de beleza e ternura. Momentaneamente disfarço que reparo, mas escondo o fato, de que já gabaritei tua rua. Todo despertar destrói sonhos... Continuar Lendo →

NAVIO DE ESCRAVOS

[Paulo Henrique Sampaio] Vai passando em estrondos no mar Agitadas pelo vento, hordas levadas, iludidas e desconfiadas querendo  as conquistas de mar adentro   São milhares de homens e mulheres que esperam um salvador do povo para tirar da miséria e dar-lhes um mundo novo   O herói da revolução que fará tudo acontecer Enchendo... Continuar Lendo →

Louco por você

Todo homem precisa de uma mulher pra ficar louco. Isso porque a realidade é séria e totalmente sã. A sanidade, quando em excesso, passa a ser chata. Pois desde sempre criamos perfis de seriedade: na escola, no trabalho, na igreja, na cantada, em respeito aos pais, aos vizinhos, aos parentes e até quando damos informações... Continuar Lendo →

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: