Dom Casmurro, o vírus do futuro

Entre as paredes das muitas vielas existentes no bairro da Lapa, há um mural em grafite antigo contando muitas histórias interessantes. Dentre tantas, uma rasa descrição sobre um tal de "Dom Casmurro", desconhecido de qualquer morador local. O texto segue mais ou menos assim: “Ninguém ama sem sentir esperança! A esperança é um dos tantos... Continuar Lendo →

Remidos pela dor

Aproximava-se das 4:40min da manhã, horário de Brasília. Júlia estava saindo de uma boate em Madureira, subúrbio do Rio de Janeiro. De calçada em calçada, ela trocava passos tonteantes, enquanto discutia com o ex-namorado pelo telefone. Depois de alguns minutos, deixou sua garrafa de vodca cair no chão... Quando isso aconteceu, todos ao redor poderiam... Continuar Lendo →

Homens e chances

  A brincadeira começou logo após uma pergunta chave, numa roda de amigos. Visto que a maioria do grupo era composta por garotas, um dos rapazes lançou certa questão inocente no ar que, mal sabe ele, utilizei durante muitos anos na lapidação da minha própria personalidade. “Eae, garotas! Quais são os tipos de rapazes que... Continuar Lendo →

Filhos da geração Y

  Quem já foi ao zoológico assistir a rotina dos chimpanzés que, amuados e longe do habitat ideal, passam o dia matando o tédio imitando as pessoas ao redor, sabe o quão triste e delicada é a situação dos bichinhos. Papagaios também são bons nisso, mas eles perdem a paciência muito rápido. Já os macacos,... Continuar Lendo →

Nos muros de um hospício

  Eis me aqui, solo, entre a medicação e o giz. Agora bloqueado pela emanação que alegra o dia, ausente do encanto social estabelecido, sinto uma grande interrogação e o vazio da dúvida que chega a ser denso. A vontade de chorar é grande principalmente quando se tem um coração já encharcado por uma tempestade... Continuar Lendo →

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: