Sertão

Você não nasceu pra ser minha assim como não nasci pra ser seu, todavia carregamos uma característica comum: o vazio da alma. Uma sede inconstante que nenhuma alegria sacia, um inconsciente desidratado que se arrasta dia e noite pelo deserto. Sem satisfação, sem remédio, sem descanso. Preenchemos nossos vazios habitando as areias um do outro... Continuar Lendo →

Antes das seis

Semanalmente me arrasto! E cansado encaro, um novo dia que se inicia. Matinalmente absorvo abobado, nossas trocas de olhares, no lugar do “bom dia". Diariamente espiono seu caminhar (e como não amar?), cheio de beleza e ternura. Momentaneamente disfarço que reparo, mas escondo o fato, de que já gabaritei tua rua. Todo despertar destrói sonhos... Continuar Lendo →

O depoimento de um ex ególatra

  Eu achei que meu amor era perfeito. Não por hipérbole, não por arrogância,  mas por não dar conta do que estava andando no meu peito. "Isso é grande demais pra ser meu", achava. Afinal, nunca alimentei expectativas e nem mesmo trabalhei com sentimentos. Mesmo assim, o amor surgiu! Lindo, impactante e de lugar nenhum.... Continuar Lendo →

Um brado de desesperança

  Olá. Boa noite. Está chovendo muito aqui. E... Quer saber de uma coisa? Esse lance de utilizar a internet como única fonte de conversa, é como fazer questão de andar com guarda-chuva numa baita borrasca quanto a de hoje. É uma falsa proteção, algo insustentável, belo ato de desperdício. Os ventos carregam a chuva... Continuar Lendo →

Per tutti gli scrittori

  Quando nos tornamos escritores assumimos, obrigatoriamente, a missão de traduzir fatos, costumes, sensações, emotividades, sentimentos, verdades e mentiras. Fazendo o que há milênios foi considerado o papel da filosofia: levar o homem ao pensamento e reflexão, tanto sobre si mesmo quanto ao universo a sua volta. E talvez por isso, não acredito muito na... Continuar Lendo →

Sem romance! Por favor…

    O amor deixa de existir quando não é correspondido. Essa é a minha máxima! Esse é o ponto de partida. Podem colocar a afirmação num quadro, numa lápide, ou no status de qualquer professor quarentão e solitário, cheio de gatos em casa. O amor deixa de existir quando não é correspondido, pois é só... Continuar Lendo →

Mio caro Graciosa

Estrategicamente, observava. Completamente mudo, como se as próximas atitudes determinassem o futuro da minha vida... Mania feia de levar tudo muito a sério, não é? Até concordo, porém você, garota, é meu grande dilema. E só pra variar (e concordar) a palavra "dilema" rima com o seu nome. Só que por hoje, Eu não estou... Continuar Lendo →

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: